sábado, 25 de junho de 2011

Odontomachus Bauri

Formiga De Estalo

Autor: Idemdesign


O movimento auto-impulsionado mais rápido do planeta pertence a uma espécie de formiga comum nas Américas do Sul e Central, as conhecidas formigas-de-estalo (Odontomachus bauri). Elas apresentam mandíbulas desproporcionais que se fecham a uma velocidade impressionante. Para ser mais específico, elas atingem uma velocidade de 230km/h e uma aceleração que chega a ser 100 mil vezes maior do que a aceleração da gravidade.

                                   

O movimento de fechamento dessas mandíbulas dura cerca de 0,13 milésimo de segundo, ou seja, 2,3 mil vezes mais rápido que um piscar de olhos. Essa tesourada serve a dois propósitos principais: defesa e ataque. No primeiro caso a formiga pode fechar suas mandíbulas contra o corpo do predador e se arremessar até 39,6cm para trás ou, em caso de predadores maiores, podem fechá-las contra uma superfície dura no solo e lançar-se em um vôo de 13cm no ar, confundindo o predador. No segundo caso utiliza para caçar seu principal alimento, uma espécie de cupim que, quando ameaçado, lança um cola tóxica.
Esse é um exemplo incrível de adaptação natural a uma condição de sobrevivência, o que mostra que os seres humanos ainda têm muito o que aprender com a natureza. Para filmar esse incrível movimento, cientistas da Universidade da Califórnia utilizaram o sistema de filmagem utilizado em balística. O artigo foi publicado em Proceedings of the National Academy of Sciences (vol. 103, n. 34, 2006) e o filme pode ser visto no link abaixo. Também é possível ler (em inglês) um resumo do artigo publicado.
O artigo original se encontra na revista Ciência Hoje, publicada pelo CNPQ. Esse texto também pode ser acessado em idemDesign.
http://www.artigonal.com/biologia-artigos/formiga-de-estalo-1542453.html
Perfil do Autor

Designer

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Odontomachus Tomando Agua Doce

Ela fica a maior parte do tempo escondida na toca e la fica ruim para fotografar, tenho que ficar atendo para as eventuais aparições.







Lembrando que ela precisa de proteína (insetos)

sábado, 18 de junho de 2011

Ectatomma e o Recomeço

Infelizmente a filha da Ectatomma a primeira operária morreu, acho que foi por causa do friu, também tive dificuldade para encontrar insetos por conta do friu que esta fazendo. Agora estou recomeçando com uma casa nova para a Ectatomma e espero ter mais sorte.




quarta-feira, 15 de junho de 2011

Pachycondyla

A refeição esta servida


Estou torcendo para que ela arranque as asas!


ela mede quase 2 cm

terça-feira, 14 de junho de 2011

Como Fazer um Formigário de Gesso

Materiais e Modo de Fazer um Formigário de Gesso. 
   1- Vidro transparênte ou placa de acrílico, do tamanho desejado. 
    2 - Isopor do tamanho do vidro.    
    3 - Desenhe no isopor o formato desejado do formigário.
                           
    4- Gesso em pó, a quantidade vai depender do tamanho do formigário, eu usei um kg (acho)
   5 - Depois de desenhar no isopor, corte formando um molde.


  6 -  Cole o molde no vidro.
   7- Escolha uma vasilha do formato desejado, eu usei uma caixa de sapato mas não recomendo, o papelão grudou no gesso o que me deu trabalho para remover.
    8 - Coloque o vidro no recipiente com o molde já fixo no vidro.


   9 -  Misture o gesso com aguá .
   10 -  Despeje o gesso na vasilha até cobrir completamente.


   11- Espere secar.


    12 -  Retire o molde com cuidado.





   13- Pronto é só tirar o excesso, lixar as imperfeições.


Ainda não fiz o acabamento, postarei depois como ficou.

         Espere secar bem antes de instalar sua colônia.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Agora sim é uma Pachycondyla

Não tenho certeza mas agora acho que capturei uma Pachycondyla, confira nas fotos.

Cerca de uns 3 meses atráz capturei uma dessa ja sem asas, deixei na sala do meu trabalho e quando voltei ela tinha morrido, ligaram o ar condicionado o que levou a morte dela. Hoje  encontrei outra no mesmo lugar, só que agora ela ainda esta com as asas, vou esperar para ver se ela vai arrancar ou não.


Malabarismo?





quinta-feira, 2 de junho de 2011

Ectatomma e a goiaba

No começo eu achava que tinha uma Componotus e depois achei que era uma Pachycondila e por fim  vi um video no blog adoro formigas que mostrava uma criação de Ectatomma, reconheci logo que vi, finalmente identifiquei a minha formiga preta, era uma Ectatomma.


No video aparece uma goiaba, então resolvi dar um pedaço de goiaba e observar, veja no que deu.

Ela colocou as larvas para comer.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Camponotus variando o cardápio

Resolvi testar, coloquei alguns pedaços de carde bovina cozida, parece que foi bem aceito pela colônia.





A cantinho da Rainha